Essa garrafa muito provavelmente é livre de BPA. Mas será que ela é segura? Foto por Gordon, Flickr, Licença Creative Commons

Essa garrafa muito provavelmente é livre de BPA. Mas será que ela é segura? Foto por Gordon, Flickr, Licença Creative Commons

Alguns anos atrás, pesquisas começaram a demonstrar que o Bisfenol-A é tóxico. A substância atrapalharia o funcionamento do sistema endócrino, o sistema que regula os hormônios no corpo humano, contribuindo para o desenvolvimento de uma série de doenças. A toxicidade do BPA foi amplamente divulgada pela imprensa e a má fama acabou chegando aos consumidores.

A substância foi, então, retirada de muitos produtos, principalmente os voltados para o público infantil, como mamadeiras, copos de transição e brinquedos.

A indústria pegou a onda do ‘sucesso’ do Bisfenol-A e relançou vários produtos com o selo ‘plástico livre de BPA’. Muitos pais compraram esses produtos acreditando que eles fossem realmente mais seguros para seus filhos.

Componente fundamental na fabricação de policarbonato (um tipo de plástico duro) e muito usado para revestir latas e garrafas, o Bisfenol-A não pôde ser eliminado das fórmulas dos produtos sem algo para substituí-lo. Para tal tarefa, a indústria tem usado muito um outro Bisfenol, o Bisfenol-S.

E se eu te contasse que pesquisas recentes têm indicado que o Bisfenol-S é provavelmente tão tóxico quanto o Bisfenol-A e também atrapalharia o funcionamento do sistema endócrino?

Leia mais →