Morávamos em Londres em 2007, quando eu e o marido resolvemos nos casar. E foi lá mesmo que fizemos a cerimônia, no cartório, seguida de um brunch no salão da residência estudantil onde morávamos, no bairro de Bloomsbury.

Na época, eu não era ainda minimalista e, portanto, a ideia de receber uma infinidade de presentes não me deixava de cabelo em pé, como aconteceria caso estivesse me casando agora.

Porém, morávamos em um apartamento compacto em uma residência estudantil, totalmente mobiliado e equipado (com pratos, talheres, panelas e vários outros utensílios de cozinha além de móveis). Não tínhamos, portanto, como nos desfazer das coisas do apartamento para usar as coisas que ganharíamos de casamento.

Foto por Frasmotic, Flickr, Licença Creative Commons

Foto por Frasmotic, Flickr, Licença Creative Commons

Além disso, não sabíamos se permaneceríamos em Londres após o término de nossos doutorados. Não fazia sentido, então, criar uma lista de presentes tradicionais.

Uma dupla de amigas teve a ótima ideia de nos dar um presente em forma de ‘experiência’. Compraram um voucher em um site especializado, que nos dava a opção de escolher uma ‘experiência’ no valor do voucher que elas haviam comprado.

Leia mais →